Ataque em escola técnica na Finlândia deixa um morto e 10 feridos

A imprensa finlandesa informou que o ataque teria sido realizado por um aluno com uma espada. Autoridades locais se pronunciaram e um professor está entre os feridos

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2019 15h44
Polícia foi chamada durante ataque com arma branca em escola na Finlândia

Ao menos uma pessoa morreu e dez ficaram feridas após um ataque em uma escola de ensino técnico localizada dentro de um shopping na cidade de Kuopio, na Finlândia.

Até o momento, não há detalhes oficiais sobre o ocorrido, mas a imprensa finlandesa noticia que o ataque teria sido realizado por um aluno com uma espada. Segundo autoridades locais, ao menos dez pessoas ficaram feridas, duas delas em estado grave.

A polícia da cidade confirmou que precisou usar armas de fogo para interromper o ataque e que o suspeito está entre os feridos. Segundo as autoridades, a situação já está sob controle e “todos os rumores sobre múltiplas armas ou suspeitos em fuga são falsos”.

As primeiras notícias informavam que o incidente se tratava de um ataque a tiros, mas uma testemunha disse ao canal finlandês MTV News que o incidente teria sido realizado por um aluno com uma espada.

Roosa Kokkonen, que trabalha em uma garagem em frente ao shopping onde fica a escola técnica Savon, disse à emissora local que um professor, com um ferimento na mão de cerca de 25 centímetros, foi até a garagem pedir ajuda.

“Enquanto eu estava ajudando o professor, comecei a ouvir outros alunos gritando por ajuda. Eles saíam correndo do prédio para a minha garagem”, disse a mulher à rede de TV finlandesa.

O professor ferido teria dito à Kokkonen que um aluno teria chegado atrasado na aula, retirado uma espada da bolsa, e ferido o maior número de colegas que conseguiu.

“A violência na escola técnica Savo, em Kuopio, é chocante e completamente inaceitável”, disse o primeiro-ministro finlandês Antti Rinne, em comunicado. “Em meu nome e no nome de todo o governo, eu estendo minhas condolências a todos os familiares.”

A ministra da Justiça, Anna-Maja Henriksson, também emitiu um comunicado, afirmando “condenar veementemente os chocantes atos de violência em Kuopio”.

Outros casos

Nos últimos 12 anos, outros dois ataques em escolas deixaram vítimas fatais. Em 2007, um aluno de ensino médio matou a tiros oito pessoas e, em seguida, tirou sua própria vida, dentro da escola Jokela, no sul da Finlândia.

No ano seguinte, um aluno de 22 anos de uma faculdade em Kauhajoki, no oeste do país, realizou um ataque a tiros que matou 10 pessoas.

*Com informações do Estadão Conteúdo