Avalanche na montanha mais alta do Equador deixa ao menos três mortos

Grupo escalava a uma altitude de 6.100 metros quando foi surpreendido pelo desabamento

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2021 05h32 - Atualizado em 25/10/2021 05h34
Reprodução / Twitter @PoliciaEcuadorInicialmente, a entidade havia informado quatro mortos e um ferido e decorrência da avalanche, mas o órgão atualizou os resultados da operação com dados das equipes de busca e resgate

Uma avalanche no vulcão nevado Chimborazo, no Equador, matou ao menos três pessoas e deixou outras três feridas neste domingo, 24. Segundo informações do Serviço Integrado de Segurança ECU-911, um grupo escalava a montanha andina, considerada a mais alta do país, a uma altitude de 6.100 metros foi surpreendido pelo desabamento causado por condições climáticas. Inicialmente, a entidade havia informado quatro mortos e um ferido e decorrência da avalanche, mas o órgão atualizou os resultados da operação com dados das equipes de busca e resgate e confirmou, até o momento, três vítimas fatais. As buscas por possíveis desaparecidos continuam. Integrantes do Grupo de Operações Especiais da Polícia (GOE) e dos bombeiros da região foram os primeiros socorrer os turistas, apoiados por guardas do Ministério do Meio Ambiente e por um helicóptero do serviço aéreo da polícia. Equipes especializadas das Forças Armadas também foram mobilizadas para o local. Ao mesmo tempo, também na mesma província do Chimborazo, a ECU-911 relatou que equipes especializadas trabalhavam no resgate de 20 turistas que mostravam sinais de hipotermia durante o alpinismo na montanha vizinha El Altar, 5.319 metros acima do nível do mar. O grupo foi levado para uma fazenda próxima ao local para exames médicos e não há relatos de mortes.

*Com EFE