Barril de petróleo do Texas cai 38,59% e tem menor valor desde 1998

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2020 11h55
EFE/ Larry W. SmithA desvalorização do petróleo, segundo analistas da área, se deve ao temor pela falta de capacidade dos EUA para armazenar petróleo

O preço do barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI) abriu nesta segunda-feira (20) em baixa de 38,59%, cotado a US$ 11,22 o barril, o patamar mais baixo registrado desde 1998, diante da redução da demanda provocada pela covid-19 e da proximidade do vencimento dos contratos.

Próximo às 10h15, os contratos futuros para entrega em maio, que expiram na terça-feira (21), despencavam US$ 7,05 com relação ao fechamento de sexta-feira (17), o que pode ser considerado o pior dia da história para o petróleo de referência nos Estados Unidos.

Para os contratos com vencimento em junho, em que o volume de negociação é maior, o preço situado em US$ 22,29, a queda girava em torno de 11%.

A desvalorização do petróleo, segundo analistas da área, se deve ao temor pela falta de capacidade dos EUA para armazenar petróleo em meio à redução na demanda, provocada pela paralisação das atividades, consequentes da pandemia do coronavírus.

Sobre a diferença de preço que apresenta o Brent, vendido a US$ 27, os especialistas indicam que o correto é levar em conta os preços dos contratos de junho do WTI, já que os contratos futuros de referência na Europa mudam de mês antes que os americanos.

*Com informações da EFE