Bolívia: Protestos deixam 29 feridos e 57 presos após vitória de Evo Morales

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2019 16h13
EFEO candidato opositor, Carlos Mesa, acusou Evo de fraudar a votação

Milhares de pessoas tomaram as ruas de La Paz e outras cidades da Bolívia para protestar contra o resultado da eleição, que deu a vitória em primeiro turno ao presidente Evo Morales em meio a suspeitas de irregularidades. Ao menos 29 pessoas ficaram feridas e 57 foram presas. O candidato opositor, Carlos Mesa, acusou Evo de fraudar a votação e pediu que a população siga protestando.

Segundo os resultados oficiais do Tribunal Supremo Eleitoral, Evo teve 47,07% dos votos e Mesa, 36,51%. A Organização dos Estados Americanos (OEA), que observou a votação, pediu a realização do segundo turno para dar credibilidade ao processo eleitoral.

Depois da votação de domingo, a transmissão de dados foi interrompida por 24 horas, o que motivou as suspeitas. Na volta, Evo tinha aumentado sua vantagem sobre Mesa.

Na noite de quinta, Evo defendeu a vitória, que considerou constitucional. O presidente ainda acusou a oposição de “desconhecer o voto indígena” e questionou “se é crime ganhar”.

*Com Estadão Conteúdo