Boris Johnson anuncia nova etapa de flexibilização das restrições no Reino Unido

A partir da próxima segunda-feira, 17, cinemas, museus e teatros poderão reabrir desde que respeitem os protocolos contra a doença; restaurantes e bares passarão a servir também em espaços fechados

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2021 13h56 - Atualizado em 10/05/2021 15h00
EFE/EPA/NEIL HALL / POOLO primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que o Reino Unido está no caminho certo para uma reabertura total no dia 21 de junho

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou uma nova etapa da flexibilização das restrições para combater a pandemia do novo coronavírus a partir do próximo dia 17.  Durante uma coletiva de imprensa realizada na Downing Street nesta segunda-feira, 10, ele afirmou que, na próxima semana, haverá um “desbloqueio muito considerável” que trará “muito movimento extra” à população, mas que ele ainda não representará o fim total das medidas contra a Covid-19. Na prática, isso significa que os britânicos poderão voltar a se reunir em ambientes públicos e privados sem restrições, apesar de serem aconselhados a manter o bom senso, e que os cinemas, museus e teatros terão permissão para reabrir desde que respeitem o distanciamento social e outros protocolos contra a doença. Já os restaurantes passarão a servir não só ao ar livre como também em espaços fechados. “Isso não significa que podemos de repente jogar a cautela ao vento. Todos nós sabemos que o contato próximo, como o abraço, é uma forma direta de transmissão da doença. Então, eu recomendo que você pense sobre a vulnerabilidade de seus entes queridos”, ressaltou o primeiro-ministro. Boris Johnson completou que o Reino Unido está no “caminho certo” para uma reabertura total no dia 21 de junho. Os dados do governo indicam que até domingo, 9, mais de 53 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 foram administradas no país, sendo que pouco mais de 35 milhões correspondiam a primeiras aplicações.