Carlos Ghosn tem liberdade concedida após pagar fiança no Japão

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2019 08h37
EFEExecutivo havia sido liberado em 6 de março, depois de passar 108 dias em detenção, mas foi preso novamente no dia 4 de abril

O brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente do Conselho de Administração da Nissan Motor, teve a liberdade concedida nesta quinta (25) pelo Tribunal Distrital de Tóquio após pagar fiança à Justiça japonesa.

O executivo havia sido liberado em 6 de março, depois de passar 108 dias em detenção, pagando uma fiança no valor de US$ 9 milhões, mas foi preso novamente no dia 4 de abril. O tribunal determinou uma fiança adicional no valor de US$ 4 milhões.

O Ministério Público local deve recorrer à decisão da corte que liberou Ghosn. Se o tribunal negar o recurso, o executivo pode sair do Centro de Detenção de Tóquio ainda nesta quinta.

Com Agência Brasil