Casos de Covid-19 crescem, e Portugal cogita até três meses de isolamento

  • Por Jovem Pan
  • 01/04/2020 11h16
Andre Kosters/EFEPortugal já soma quase 200 mortes pelo novo coronavírus

Portugal já registrou 187 mortes e 8.251 infectados pelo novo coronavírus, um aumento de 16,8% e 10,8%, respectivamente, enquanto o governo começa a educar a população para se preparar para uma extensão do isolamento, que poderá durar até três meses.

“É essencial que todos nós façamos um esforço para que as empresas não fechem, para que os empregos não sejam destruídos, mesmo com uma queda na renda, para que a renda não caia ao mínimo e para que possamos alcançar o fim desse túnel o melhor possível, e que este túnel não dure mais de dois ou três meses, mas essa é uma esperança que não posso incutir”, disse nesta quarta-feira o primeiro-ministro, António Costa.

Costa, que participou de um programa de TV onde abordou a situação do país, também alertou que “este será o mês mais difícil” e que, embora os portugueses saiam dessa crise com auto-estima coletiva “reforçada”, também ficarão “mais pobre e mais frágil do ponto de vista econômico”.

Desta forma, foi antecipado o balanço diário divulgado pela Diretoria Geral de Saúde (DGS), onde mostra uma piora da situação hoje, dia em que foram registradas 27 mortes e mais 808 infecções nas últimas 24 horas.

Enquanto isso, 726 pessoas permanecem hospitalizadas, das quais 230 estão em Unidades Terapia Intensiva (UTIs).

O norte de Portugal continua sendo a área mais afetada, com 95 mortes, seguido pelo centro, com 52, e a região de Lisboa, com 38. No total, a taxa de mortalidade no país é de 2,3%, sendo de 9,1% para os maiores de 70 anos.

O confinamento em Portugal teve início no dia 19 de março e estava programado para terminar amanhã. Mas provavelmente será prorrogado por mais duas semanas.

*Com informações da Agência EFE