China entra na OMC contra ameaça dos EUA de tarifar US$ 200 bi em produtos

  • Por Estadão Conteúdo
  • 16/07/2018 08h44
EFE/JENS SCHLUETERPrimeiro-ministro chinês Li Keqiang discursa durante foro de cooperação econômica com a Alemanha na semana passada

O Ministério do Comércio da China informou nesta segunda-feira que entrou com uma reclamação na Organização Mundial de Comércio (OMC), por causa da ameaça dos Estados Unidos de impor tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos do país asiático.

Na semana passada, a Casa Branca informou que iria avaliar a possibilidade de impor tarifas de 10% sobre mais US$ 200 bilhões em produtos chineses, que incluem itens como roteadores, móveis e bolsas. A China reagiu duramente ao anúncio do governo do presidente americano, Donald Trump, acusando os EUA de tomar medidas sem base na legislação internacional.

Nesta segunda-feira, a China informou anteriormente que cresceu 6,7% no segundo trimestre, na comparação anual, como esperado pelos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. No primeiro trimestre, o crescimento havia sido de 6,8%. Analistas preveem que pode haver maior desaceleração econômica, caso cresçam os efeitos da guerra comercial com os EUA. Fonte: Dow Jones Newswires.