China faz alerta aos EUA sobre disputa comercial e alta de tarifas

  • Por Estadão Conteúdo
  • 03/06/2018 11h13
Agência EFEComunicado foi divulgado após encontro entre as delegações lideradas pelo secretário de Comércio Wilbur Ross e pelo vice-primeiro-ministro Liu He

A China alertou o governo dos Estados Unidos, durante as conversas sobre a disputa comercial entre os dois países, de que nenhum acordo “entrará em vigor” se as ameaças de sanções dos EUA, como alta de tarifas, ocorrer.

O comunicado de domingo (3) foi divulgado logo após as delegações lideradas pelo secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, e pelo vice-primeiro-ministro Liu He, realizarem mais uma rodada de negociações sobre a promessa da China de reduzir seu superávit comercial com os Estados Unidos comprando mais produtos americanos.

A declaração chinesa aponta que os dois lados fizeram “progressos positivos e concretos”, mas nenhum dos lados divulgou detalhes. O comunicado dizia: “Se os Estados Unidos introduzirem sanções comerciais, incluindo tarifas crescentes, todas as conquistas econômicas e comerciais negociadas pelas duas partes não terão efeito”.