Com megafones, polícia de Roma pede que população não saia de casa

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2020 18h42 - Atualizado em 19/03/2020 18h49
EFE/EPA/GIUSEPPE LAMIRuas de Roma permanecem vazias, mas alguns cidadãos ainda circulam sem necessidade diante da pandemia

Não saia de casa. Essa é a mensagem que os veículos da polícia municipal de Roma vão emitir em seus megafones para tentar sensibilizar as pessoas que insistem em continuar circulando sem motivo pelas ruas, apesar da proibição em vigor devido à pandemia de coronavírus.

Prefeita da capital italiana, Virginia Raggi ordenou que as patrulhas circulem espalhando o recado que ainda não parece claro. “Nós somos a polícia local de Roma, capital. Não deixe a sua casa, exceto em caso de emergência, para ir às compras e ao trabalho. Não saia de sua casa. Os infratores serão multados”, ouve-se em toda a cidade.

A medida já havia sido implantada em cidades menores, e foi adotada por Raggi depois de lamentar em várias ocasições pelas redes sociais que os romanos ainda estavam circulando mais que o necessário. Além disso, estão sendo feitos controles – só nesta quinta, 28 pessoas se deslocavam sem conseguir explicar o motivo. A prefeita ainda ordenou o fechamento de quase todos os parques públicos, com exeção da Villa Borghese, que não tem portões.

“Mais controles nas ruas de Roma contra aqueles que não respeitam as regras. Eu te peço, fique em casa, saia apenas em caso de necessidade real”, escreveu Raggi no Twitter.

A região do Lácio, cuja capital é Roma, tem propagação do vírus controlada. O número de infectados pelo Covid-19 chegou a 823, com 45 doentes na unidade de terapia intensiva, além de 38 mortos. A Itália se tornou hoje o país com maior mortes pelo vírus, superando a China.

* Com EFE