Congo registra mais dois casos de ebola

  • Por Jovem Pan
  • 16/08/2019 11h36
EFE Esse é segundo surto mais grave em todo o mundo

A República Democrática do Congo confirmou, nesta sexta-feira (16), mais dois casos de ebola, ambos foram registrados na província do Kivu do Sul. De acordo com o coordenador geral da Resposta Contra o Ebola, Jean-Jacques Muyembe, mãe e filho contraíram a doença. A mulher, no entanto, não resistiu e morreu na última quarta-feira (14).

“Acabo de confirmar a contaminação depois de um exame efetuado pelo nosso laboratório”, Muyembe. Ele destacou que estão sendo feitos trabalhos para salvar a criança e que medidas de prevenção estão sendo adotadas. “Peço calma à população. Toda a equipe está trabalhando e todo o esforço está sendo feito”, garantiu.

A notícia foi confirmada também pelo diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, que informou que a vítima havia viajado da cidade congolesa de Beni, situada no epicentro da epidemia na província do Kivu do Norte, até a região de Mwenga, situada ao sudoeste de Bukavu, capital do Kivu do Sul.

A detecção desses dois casos aumenta o alarme por uma potencial expansão do surto, apesar dos pedidos de calma das autoridades e dos bons resultados de remédios experimentais.

O surto atual, que já dura mais de um ano sem controle, está concentrado nas províncias de Kivu do Norte e Ituri, onde já deixou pelo menos 1.913 mortos de um total de 2.852 contágios, de acordo com os últimos dados da OMS. É o pior da história do Congo e o segundo mais grave em todo o mundo, superado apelas pelo da África Ocidental entre 2014 e 2016, com mais de 11 mil mortos.

*Com informações da Agência EFE