Conservador Ebrahim Raisi é eleito presidente do Irã com quase 62% dos votos

Mais de 59 milhões de iranianos foram chamados às urnas, mas o comparecimento foi de 48,8%, o mais baixo de todas as eleições presidenciais realizadas na república islâmica

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2021 15h51 - Atualizado em 19/06/2021 15h52
EFE/EPA/ABEDIN TAHERKENAREH

O clérigo ultraconservador e chefe do judiciário Ebrahim Raisi venceu as eleições presidenciais no Irã com quase 18 milhões de votos, informou o Ministério do Interior neste sábado, 19, um dia após as eleições. O responsável pela pasta, Abdolreza Rahmani Fazli, anunciou em uma entrevista coletiva que Raisi obteve 17.926.345 votos do total de 28.933.004 emitidos, ou seja, 61,96%. Mais de 59 milhões de iranianos foram chamados às urnas, e o comparecimento foi de 48,8%, o mais baixo de todas as eleições presidenciais realizadas na república islâmica. Os outros três candidatos foram Mohsen Rezai, que obteve 3,4 milhões de votos; Abdolnaser Hemati, que obteve 2,4 milhões; e Amirhosein Qazizadeh Hashemi, que obteve perto de 1 milhão. O restante dos votos (mais de 3,7 milhões) foram inválidos, disse o ministro. Antes do anúncio oficial dos resultados, os três adversários de Raisi nas eleições reconheceram sua derrota e parabenizaram o clérigo rigorista, que está sob sanções dos Estados Unidos. Hematí, o único candidato moderado e ex-presidente do Banco Central, expressou em uma mensagem no Instagram a sua esperança de que o próximo governo, que tomará posse em agosto, “melhore a situação da população e gere orgulho para a República Islâmica”. O atual presidente, Hasan Rohani, e o chefe do Parlamento iraniano, Mohamad Baqer Qalibaf, também parabenizaram o vencedor das eleições, assim como os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e do Iraque, Barham Salih, entre outros.

*Com informações da EFE