Autoridades da Coreia do Sul vigiam nova ausência pública de Kim Jong-un

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2020 10h22
EFE/EPA/KCNAAs autoridades estão observando o líder, admitiu o porta-voz do Ministério da Unificação

O porta-voz do Ministério da Unificação da Coreia do Sul, Yoh Sang-key, admitiu nesta sexta-feira (22) que uma vigilância atenta sobre a situação na Coreia do Norte está sendo realizada. O motivo é a nova ausência pública o líder Kim Jong-un, que não fez aparições há três semanas.

Kim participou, em 1º de maio, de um ato para celebrar a conclusão das obras de uma fábrica de fertilizantes, após quase um mês de especulações sobre seu estado de saúde.

Novamente, a falta de imagens e notícias sobre o líder norte-coreano na imprensa local, foi tema de entrevista coletiva concedida por Yoh Sang-key. “As autoridades competentes estão observando de perto”, admitiu o porta-voz do Ministério da Unificação, segundo veiculou a agência de notícias “Yonhap”.

Segundo Yoh, Kim também ficou 21 dias sem fazer aparições entre 25 de janeiro e fevereiro deste ano.

*Com informações da EFE