Coronavírus leva OCDE a reduzir projeções da economia mundial em 2020

  • Por Jovem Pan
  • 02/03/2020 11h25
RÔMULO MAGALHÃES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOA economista-chefe da OCDE reforçou que a principal mensagem para esse cenário de recuo é que muitos países podem entrar em recessão

A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) anunciou que previsão de crescimento da economia mundial foi reduzida de 2,9% para 2,4%. Ela citou o coronavírus e as contrações na produção chinesa, também afetadas pela doença. É a menor expansão desde 2009.

No relatório divulgado, a OCDE destacou que “as perspectivas econômicas globais permanecem moderadas e muito incertas devido ao surto de coronavírus“. A Organização citou, inclusive, o risco da contração já no primeiro trimestre.

Em entrevista à Reuters, a economista-chefe da OCDE reforçou que a principal mensagem para esse cenário de recuo é que muitos países podem entrar em recessão. Por isso, ela pediu urgência nas medidas adotadas nas áreas afetadas.

Projeção para os países

Na China, epicentro da doença, a projeção apresenta uma redução de 0,8 ponto percentual — 4,9%. A segunda maior economia do mundo tende a se recuperar em 2021, com crescimento de 6,4%.

Já para os Estados Unidos, a projeção foi reduzida de 2% para 1,9%. Em 2021, a alta deve ser de 2,1%.

Para o Brasil, a projeção de crescimento foi mantida em 1,7% para 2020 — com alta de um ponto percentual para 2021. O Boletim Focus, divulgado nesta manhã, reduz a estimativa de alta do PIB para 2,7%.