Com surto de coronavírus na França, Parlamento Europeu é transferido

  • Por Jovem Pan
  • 09/03/2020 12h11 - Atualizado em 09/03/2020 12h12
EFE/EPA/ATEF SAFADIDe acordo com o comunicado, a decisão de transferir o Parlamento Europeu foi tomada devido as recomendações dos serviços médicos

O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, decidiu nesta segunda-feira (9) alterar o lugar da sessão plenária da próxima semana. Em vez de ser na cidade de Estrasburgo, a sessão acontecerá em Bruxelas. A mudança é em decorrência dos inúmeros casos de coronavírus na França.

De acordo com o Parlamento, a decisão foi tomada devido as recomendações dos serviços médicos. “Dada a evolução da epidemia de Covid-19 na França, decidi que o plenário da próxima semana será em Bruxelas”, escreveu o presidente do Parlamento Europeu em carta enviada aos grupos políticos.

O comunicado gerou receios dentro da comunidade política Europeia.  Entretanto, vários representantes políticos, inclusive, discordaram sobre a nova medida. Para o deputado Arnaud Danjean, nada garante que Bruxelas estará menos exposta que Estrasburgo e por isso considera que a sessão deveria ter sido anulada.

Apesar de a França estar entre os cinco países do mundo com mais casos confirmados de Covid-19, a Bélgica também não se encontra numa posição muito mais favorável. No país, o número de infetados pelo coronavírus é de 239, dos quais ainda não se verificou nenhuma morte.

Decisões contra a Covid-19
A União Européia justificou a necessidade de os políticos evitarem viagens. Várias reuniões foram também adiadas e os deputados que se encontravam em regiões afetadas pelo novo coronavírus foram convidados a não comparecer nas sessões políticas.

As visitas guiadas à sede do Parlamento foram canceladas e os grupos serão reembolsados. Bem como a proibição da entrada de pessoas de fora no Parlamento, à exceção dos jornalistas e fornecedores.

*Com informações de Agência Brasil.