Cristina Kirchner é indiciada por acusações de suborno

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2018 08h47
EFEA ex-presidente, atualmente, tem foro privilegiado, já que ela é senadora, mas ela ainda pode ser julgada

A ex-presidente da Argentina. Cristina Fernández de Kirchner, foi indiciada nesta segunda-feira (24) por acusações de suborno em uma conexão com construtoras que receberam contratos de obras públicas.

As alegações envolvem uma complexa rede de políticos e empresários supostamente envolvidos em um esquema de propina durante seus dois mandatos como presidente de 2007 até 2015. Este último conjunto de acusações foi extraído de um caderno descoberto “no qual um ex-motorista de um funcionário do governo manteve anotações detalhadas de um sistema de entregas de suborno”.

Kirchner também foi indiciada pelo mesmo juiz federal em 2017 por acusações de envolvimento no bombardeio a uma sinagoga. A ex-presidente, atualmente, tem foro privilegiado, já que ela é senadora, mas ela ainda pode ser julgada. Kirchner é mencionada como possível candidata para desafiar o presidente Mauricio Macri nas eleições de outubro de 2019.