Cristina Kirchner será julgada por suposto cartel em obras públicas

Vice-presidente da Argentina será julgada novamente por suspeita de corrupção

  • Por Jovem Pan
  • 30/12/2019 16h02
EFE/ Juan Ignacio RoncoroniCristina Kirchner é a vice-presidente da Argentina

A Justiça da Argentina confirmou nesta segunda-feira (30) o julgamento contra a vice-presidente do país, Cristina Kirchner, pelo suposto cartel em obras públicas que operou durante o período em que foi presidente.

Esta vista oral, que será comandada pelo juiz de instrução Claudio Bonadio e ainda não tem data de início definida, colocará novamente no banco dos réus a ex-presidente, que desde maio responde a supostas irregularidades na concessão de licitações públicas durante seu governo e está à espera do início de outros quatro julgamentos.

Bonadio, que está encarregado da maioria dos processos que envolvem a ex-mandatária, diz que neste caso, entre 2003 e 2015, foi criado um “sistema de angariação de fundos para coletar dinheiro ilegal a fim de enriquecerem ilegalmente, sendo empresários, funcionários e parceiros deste plano sistemático”.

Cristina Kirchner foi presidente da Argentina entre 2007 e 2015 e primeira-dama entre 2003 e 2007, no governo de Néstor Kirchner. Além da presidência, ela teve quatro mandatos de senadora nos últimos 25 anos. Kirchner é a vice-presidente do país desde o dia 10 de dezembro, quando Alberto Fernández assumiu o governo.

*Com EFE