Deputado pró-Pequim é esfaqueado durante campanha em Hong Kong

  • Por Jovem Pan
  • 06/11/2019 12h20
EFEJunius Ho tem sido alvo dos manifestantes pró-democracia

O deputado de Hong Kong, Junius Ho, alvo de críticas dos manifestantes pró-democracia, foi ferido nesta quarta-feira (6) em um ataque com faca que deixou mais uma pessoa ferida, segundo o jornal independente South China Morning Post. Em comunicado, Ho disse que sua vida não corre perigo e que passará por cirurgia por conta do ferimento ocorrido na parte superior do peito esquerdo.

Um homem foi preso pelo ataque, que foi gravado publicado na edição digital do jornal. As imagens mostram como o agressor se aproxima silenciosamente de Ho, aperta a mão dele e lhe entrega um buquê de flores dizendo: “Todos viram seus esforços”.

Em seguida, o agressor pediu para tirar uma foto com o político e, com a desculpa de pegar o celular da bolsa, retirou um objeto cortante com o qual feriu  o feriu. Ho, com a ajuda de outras duas pessoas, conseguiu render o homem.

O jornal também publica fotos de Ho com sua camisa branca ensanguentada, enquanto é atendido pelos médicos no local e em seguida sendo colocado em uma ambulância. O membro do Parlamento de Hong Kong esteva na rua fazendo campanha para as eleições do Conselho Distrital, que serão realizadas no próximo dia 24.

Ainda de acordo com a publicação, o ataque ocorreu hoje, às 8h44 (hora local) no parque Richland Garden, no distrito de Tuen Mun. Três pessoas, as duas feridas e o agressor preso, foram levadas para o hospital.

Histórico

O deputado tornou-se uma figura popular após um ataque indiscriminado de um grupo de homens vestidos com camisetas brancas contra manifestantes na estação de metrô Yuen Long, no dia 21 de julho, e deixou pelo menos 45 pessoas feridas. Ele foi visto, em um vídeo, apertando as mãos dos homens responsáveis pelo ataque e agradecendo a eles, embora negue qualquer conexão com os agressores.

Uma universidade britânica então lhe tirou um diploma honorário em direito que lhe tinha concedido, insatisfeito com sua conduta nesse episódio.

No mês de julho, seu gabinete no distrito de Tin Shui Wai foi destruído por manifestantes e os túmulos dos seus pais, na aldeia de Leung Tin, foram atacados.

*Com informações da Agência EFE

  • Tags: