Ao menos dez pessoas morreram após desabamento de hotel usado para quarentena na China

O Xinjia Hotel desabou neste sábado (7). De acordo com as autoridades locais, 23 pessoas ainda estão desaparecidas e outras 38 foram resgatadas com vida, incluindo um bebê

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2020 14h36
EFE/EPA/XIAOBombeiros resgatam bebê dos escombros de hotel que estava em quarentena por coronavírus e desabou neste sábado (7)

Ao menos dez pessoas morreram após o Xinjia Hotel que estava sendo usado para quarentena de coronavírus desabar neste sábado (8), em Quanzhou, na China.

Segundo informações da ABC News, outras 23 pessoas estão desaparecidas e 38 já foram resgatadas. Logo após o desabamento, 71 pessoas ficaram sob os escombros – 58 estavam em quarentena para Covid-19.

Os resgatados foram encaminhados a hospitais para continuação do tratamento – alguns seriamente feridos, de acordo com a ABC.

Construído em 2013, o hotel tinha 66 quartos, seis andares e passava por uma reforma no primeiro andar quando desabou, informou a rede de notícias chinesa Xinhua. 

Mais de mil bombeiros e sete cães trabalham nas operações de resgate. Imagens mostram pessoas feridas sendo resgatadas debaixo dos escombros, incluindo um bebê de poucos meses, resgatado com vida.

A China já tem mais de 80 mil casos confirmados do novo coronavírus, que representa 75% do total de casos no mundo, informa a ABC News – mais de 3 mil pessoas já morreram devido ao vírus. O epicentro do surto está em Wuhan, localizada na província de Hubei.