Donald Trump critica ‘esforços grotescos’ para controlar armas nos EUA

Em discurso durante convenção da Associação Nacional do Rifle, o ex-presidente colocou a culpa do massacre em escola no Texas na saúde mental do atirador, que não tinha histórico de distúrbios

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2022 00h12
EFE/EPA/AARON M. SPRECHER donald trump Trump discursou durante convenção da Associação Nacional do Rifle

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (2017-2021), acusou os democratas nesta sexta-feira, 27, de “politizar” o massacre na escola de Uvalde (Texas), onde foram assassinadas 19 crianças e dois professores, e atacou seus “esforços grotescos” para controlar a venda de armas no país. “As políticas de controle de armas impostas pela esquerda não teriam feito nada para evitar o horror que ocorreu. Absolutamente nada”, disse Trump na convenção anual da Associação Nacional do Rifle (NRA, na sigla em inglês), que começou hoje em Houston, também no Texas. Por outro lado, Trump disse acreditar que a solução é colocar detectores de metal nas entradas das escolas e construir portas que possam ser trancadas por dentro para evitar “acesso de intrusos”. O ex-presidente, que foi aplaudido várias vezes no evento, começou seu discurso lamentando o massacre, que descreveu como uma “atrocidade selvagem”, e leu os nomes das 21 vítimas com o som de sinos tocando ao fundo.

Trump colocou toda a culpa na saúde mental do atirador, ignorando o papel das armas no tiroteio. “O monstro que cometeu esse crime é pura maldade, pura crueldade, puro ódio”, opinou. O republicano fez ainda uma forte declaração em defesa da Segunda Emenda da Constituição, que consagra o direito dos americanos de possuir armas, e criticou os democratas por “usar as lágrimas das famílias” para exigir maior controle dos armamentos. “Sempre que uma pessoa perturbada ou insana comete um crime tão horrível, há sempre um esforço grotesco de alguns para usar o sofrimento para promover sua agenda política extremista”, comentou. Além disso, criticou que alguns tenham tentado culpar a “maravilhosa NRA” pela tragédia e citou um ditado que afirma que “a única maneira de parar um cara mau com uma arma é um cara bom com uma arma”.

“Quando Joe Biden culpou o lobby das armas, ele estava falando sobre americanos como você, e ele estava sugerindo que os republicanos estão de acordo em permitir que esses tiroteios em escolas aconteçam”, criticou Trump, se referindo ao discurso do atual presidente na terça-feira, logo após o massacre. Milhares de pessoas se reuniram nesta sexta-feira em torno do Centro de Convenções de Houston para protestar contra a conferência anual da NRA, que realizou o evento apesar de inúmeros pedidos de cancelamento após o tiroteio na escola. O governador do Texas, republicano Greg Abbott, que seria um dos participantes da conferência, anunciou nesta sexta-feira que decidiu não comparecer ao evento, embora tenha participado por meio de uma mensagem gravada. “Estou honrado por estar aqui no grande estado do Texas com os maravilhosos patriotas da NRA. E, ao contrário de alguns, não os decepcionei por não comparecer”, alfinetou Trump.

*Com informações da EFE