Em discurso do Dia da Vitória, Putin defende invasão à Ucrânia: ‘Única decisão correta possível’

Durante fala em desfile militar, presidente voltou a citar uma ameaça neonazista como justificativa para invadir o território ucraniano

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2022 09h47
Kirill KUDRYAVTSEV / AFP Vladimir Putin Presidente da Rússia discursou durante celebração anual da vitória soviética contra os nazistas em 1945

Durante seu discurso no Dia da Vitória, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, defendeu a ofensiva na Ucrânia e criticou Kiev e os governos ocidentais. A declaração foi dada nesta segunda-feira, 9, durante o início do desfile militar anual na Praça Vermelha de Moscou que celebra a vitória soviética contra os nazistas em 1945. Durante sua fala, Putin defendeu a invasão à Ucrânia, voltando a alegar uma ameaça neonazista no local, a qual chamou de “inaceitável”. “Estava sendo formada uma ameaça totalmente inaceitável, diretamente, em nossas fronteiras”, disse o mandatário, que classificou a ofensiva como “resposta preventiva”. “Foi a única decisão correta possível”, acrescentou, Putin. Aos mais de 11 mil soldados russos presentes, Putin afirmou: “Vocês lutam pela pátria, por seu futuro”. Em outros momentos do discurso, Putin voltou a afirmar que Kiev preparava um ataque aos separatistas pró-Rússia no leste do país e que, apoiada pela Otan, planejava desenvolver uma bomba atômica.

*Com informações da AFP