Equador abandona esforço liderado pela Opep para cortar produção de petróleo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/07/2017 12h40
EFE/Barbara GindlNo âmbito do acordo da Opep, o país havia concordado em reduzir sua produção em 26 mil barris por dia

Um dos menores produtores entre os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o Equador anunciou que não consegue cumprir o acordo liderado pelo cartel para reduzir a oferta e apoiar os preços da commodity. O anúncio foi feito pelo ministro do Petróleo, Carlos Pérez, em entrevista no fim da segunda-feira à emissora privada de televisão Teleamazonas.

No âmbito do acordo da Opep, o país havia concordado em reduzir sua produção em 26 mil barris por dia. “Infelizmente, estamos no nível de cerca de 16 mil barris por dia [de corte], nós não estamos cumprindo a cota por causa das necessidades que nosso país tem”, afirmou o ministro.