Espanha fecha museus de Madri após epidemia de coronavírus na capital

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2020 11h14
EFEAlém da Espanha, Irlanda e Itália, outros países também já adotaram medidas restritivas para combater o surto da doença em seus territórios

Todos os museus estatais de Madri, incluindo Prado, Rainha Sofia e Thyssen-Bornemisza, vão fechar suas portas ao público devido à epidemia de coronavírus que afetou a capital espanhola, segundo anunciaram nesta quarta-feira (11) as autoridades do país.

A medida vai entrar em vigor nesta quinta-feira (12) e vale até novo aviso, informou o Ministério da Cultura da Espanha pelo Twitter. O museu Rainha Sofia, onde estão as obras Guernica, de Picasso, e outras famosas de arte moderna, também usou a rede social para se pronunciar sobre fechamento de suas portas ao público.

Madri já suspendeu aulas em escolas por 15 dias e proibiu as grandes reuniões, enquanto tenta lidar com um aumento significativo de casos de coronavírus.

As autoridades sanitárias informaram que os casos conhecidos na região da capital espanhola subiram para 1.024, dos 782 registrados na terça-feira (10), aproximadamente a metade do total nacional.

A Espanha se tornou o segundo país europeu mais afetado, depois da Itália. Autoridades espanholas informaram que foram registradas 47 mortes, 31 delas em Madri.

*Com informações da Agência Brasil