Estado nos EUA anuncia opção de ‘gênero neutro’ em certificados de nascimento

Governador democrata de Wisconsin vai dar aos pais e mães a oportunidade de escolher entre ‘mãe e pai’ ou terminologias ‘neutras’ na hora de preencher certificados de nascimento

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2021 11h23 - Atualizado em 29/06/2021 16h54
Pedro de Paula/Estadão ConteúdoMudança vai poder ser adotada a partir do dia 1º de julho

A partir de julho, o estado de Wisconsin, nos Estados Unidos, vai dar aos pais e mães de recém-nascidos a opção de adotar gênero neutro no certificado de nascimento das crianças. Até o momento, o Estado obriga que os pais preencham o campo de “pai” e “mãe” no papel, o que, de acordo com o governador democrata Tony Evers, não abrange outros tipos de família. Agora, além da opção “mãe-pai” (mother-father), os papéis terão a opção “parent-parent” (parente-parente, sem definição de gênero, em tradução literal) e “parent giving birth” para pais e mães solteiros. Segundo Evers, a mudança anunciada para julho mostra que “o governo está comprometido com a linguagem neutra e com o reconhecimento de que as famílias de Wisconsin são diversas e devem ser respeitadas”.

Além do gênero neutro nos certificados de nascimento, que são usados para emitir certidões de nascimento no país norte-americano, o governador também anunciou a adoção de linguagem neutra em documentos governamentais externos “sempre que possível”. Segundo ele, esta é outra forma de inclusão da população LGBTQIA+ no estado. Entre as sugestões governamentais para os documentos estão o uso de termos e pronomes neutros, a eliminação de pronomes sempre que possível e a omissão de ‘palavras supérfluas com gênero’. Pais ou mães que tenham emitido o certificado de nascimento dos filhos antes de 1º de julho poderão pedir retificação do documento.