Etiópia declara estado de emergência após renúncia do primeiro-ministro

  • Por EFE
  • 16/02/2018 15h59
EFE/ Dai KurokawaEx-primeiro-ministro da Etiópia Hailemariam Desalegn

O governo da Etiópia declarou nesta sexta-feira o estado de emergência no país, depois que o primeiro-ministro, Hailemariam Desalegn, renunciou ontem ao seu cargo, informaram meios de comunicação locais.

O Conselho de Ministros decidiu que o estado de emergência entra em vigor a partir de hoje, mas não indicou quanto duraria nem que restrições trará consigo, segundo afirmou a emissora de televisão pública nacional “EBC”.

Pelo menos dez pessoas morreram nesta semana em enfrentamentos com as forças de segurança durante uma greve de três dias na região de Oromia, onde vive um dos principais grupos étnicos do país.