Donald Trump anuncia fim do financiamento dos EUA à OMS

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2020 19h57 - Atualizado em 15/04/2020 08h26
EFE/EPA/Stefani Reynolds / POOLEUA não financiarão OMS, decidiu Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou nesta terça-feira que o país suspenda as contribuições feitas à Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Hoje ordeno ao meu governo que suspenda as contribuições para a OMS enquanto revejo sua conduta para determinar seu papel e sua grave má gestão e encobrimento da propagação do coronavírus”, anunciou, em coletiva concedida na Casa Branca.

Segundo o norte-americano,o motivo seria a má gestão da organização diante da pandemia do novo coronavírus.
Há alguns dias, o presidente já demonstrava sua insatisfação, reclamando que a OMS poderia “ter avisado antes” sobre os perigos da COVID-19.

Segundo ele, em dezembro de 2019, a organização tinha informações sobre a gravidade do contágio, mas não tomou as medidas necessárias. “Tantas mortes foram causadas por seus erros”, disse. Por enquanto, redirecionaremos a saúde global e trabalharemos diretamente com outras pessoas. Toda a ajuda que enviarmos será discutida em cartas muito, muito poderosas e com grupos muito poderosos e influentes e grupos inteligentes”, finalizou.

Críticas ao presidente

Trump também foi alvo de críticas nos EUA por conta da pandemia. Durante as primeiras semanas, o presidente foi acusado de demorar para tomar ações, mesmo com o o número de infectados crescendo muito rapidamente no país. Em março, ele disse que a situação estava “sob controle”.

Nesta semana, ele colocou as medidas de isolamento impostas pelos governadores em cheque, provocando reações contrárias. Andrew Cuomo, por exemplo, de Nova York, declarou que se Trump suspendesse a quarentena, ele iria desobedecê-lo.

O EUA são o país com mais casos confirmados e de mortes provocadas pelo coronavírus no mundo.

* Com EFE