EUA declaram varíola dos macacos emergência nacional de saúde

País já registrou mais de seis mil casos; homens que se relacionam sexualmente com pessoas do mesmo sexo são as principais vítimas

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2022 16h34
REUTERS/Eduardo Munoz eua variola dos macacos Local de vacinação contra varíola dos macacos em Nova York

O governo dos Estados Unidos declarou nesta quinta-feira, 4, a varíola dos macacos como emergência nacional de saúde. O país já ultrapassa os 6.600 casos, mas ainda não registrou nenhuma morte. “Estamos preparados para levar nossa resposta ao próximo nível”, afirmou hoje o secretário de Saúde dos EUA, Xavier Becerra, em uma conversa por telefone com jornalistas. Em sua maioria, as vítimas tem sido homens que se relacionam sexualmente com pessoas do mesmo sexo. Essa decisão vem depois da Califórnia, Illinois e Nova York declararem emergência e dois dias após o presidente norte-americano, Joe Biden, nomear dois altos funcionários federais para coordenar a reposta de seu governo à doença. No final de julho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já declarou a varíola dos macacos uma emergência internacional. Segundo o site Our  World in Data, já foram registrados mais de 26 mil casos no mundo e os EUA estão entre os países com maior número de casos. Identificada pela primeira vez em macacos em 1958, a doença apresenta sintomas leves, incluindo febre, dores e lesões na pele cheias de pus, e as pessoas tendem a se recuperar dela dentro de duas a quatro semanas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

*Com informações da Reuters