EUA: em cinco dias, incêndio arrasou 32 mil hectares e matou duas pessoas

  • Por Agência EFE
  • 28/07/2018 15h24
Agência EFE

Os bombeiros não estão conseguindo deter o avanço das chamas que se propagam pelo norte do estado da Califórnia, nos Estados Unidos, desde a última segunda-feira (23) e que já arrasaram cerca de 32.700 hectares e causaram a morte de pelo menos duas pessoas.

Segundo os dados divulgados neste sábado (28) pelo Departamento Florestal e de Proteção Contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire), o fogo, que foi batizado como incêndio “Carr”, só foi controlado em 5%.

As autoridades assinalaram que cerca de 38 mil pessoas tiveram que deixar suas casas como medida de precaução no condado de Shasta, cuja cidade principal, Redding, fica 350 quilômetros ao norte de San Francisco.

As chamas destruíram 500 edifícios e causaram danos em outros 75. Além disso, o incêndio causou a morte na quinta-feira de um bombeiro, e ontem também morreu um operador de maquinaria pesada.

Mais de 3.400 efetivos dos serviços de emergência estão trabalhando neste momento para sufocar o incêndio.

Espera-se que nos próximos dias as altas temperaturas continuem na região, além do clima seco e dos ventos que favoreceram a rápida propagação das chamas.

Em relação à gravidade do incêndio, o governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou na quinta-feira o estado de emergência no condado de Shasta.