EUA enviarão reforço militar para a Arábia Saudita após ataque a refinaria

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2019 21h06
EFE/EPA/OLIVER CONTRERASDepois de sofrer duras críticas ao anunciar que receberia a reunião do G7 em seu resort de golfe, Donald Trump anunciou que o governo americano está em busca de um novo local

Os Estados Unidos enviarão reforços militares para a Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos após os ataques contra instalações de petróleo que Washington e Riad atribuem ao Irã, anunciou nesta sexta-feira, 20, o secretário de Defesa, Mark Esper. O Pentágono não falou em ataques militares na região, onde já mantém soldados.

“Em resposta ao pedido do reino (saudita), o presidente Donald Trump aprovou o envio de forças americanas, que vão atuar de forma defensiva”, disse o chefe do Pentágono em uma entrevista coletiva. Ele disse que mais detalhes e o número de soldados a ser enviado serão divulgados na próxima semana.

Em junho, os EUA já tinham anunciado o envio de um reforço de mil militares para o Oriente Médio tendo como pano de fundo a intensificação das tensões com o Irã. Pelo menos 500 deles para uma base militar perto de Riad, capital saudita.

Segundo um relatório do ano passado do centro de estudos conservador Heritage Foundation, o número estimado de militares americanos no Oriente Médio é hoje de aproximadamente 44,5 mil, contando todas as missões conjuntas do Comando Central com os países da região. O número oficial não é conhecido publicamente por questões de segurança, segundo o Heritage.

*Com informações de Estadão conteúdo