EUA: Preso por envio de pacotes suspeitos é filiado ao partido de Trump

  • 26/10/2018 16h49 - Atualizado em 26/10/2018 16h52
DivulgaçãoSayoc tem registro no Partido Republicano

O homem preso nesta sexta-feira (26) sob suspeita de envolvimento com o envio de pacotes suspeitos nos Estados Unidos é Cesar Sayoc, revelou a polícia. O homem de 56 anos seria filiado ao Partido Republicano – os objetos foram enviados a democratas e críticos do governo de Donald Trump.

A polícia federal norte-americana confirmou que pertence ao suspeito uma amostra de DNA coletada um dos pacotes. Além disso, informaram que as análises dos dispositivos apreendidos deve terminar em 36 horas. Até o momento, 13 dessas “encomendas” foram identificadas e alertaram que pode haver mais.

Cauteloso, o procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, afirmou que “o suspeito é inocente até que se prove o contrário”. Mas membros do FBI e da polícia de Nova York disseram que acreditam ter prendido a pessoa cerca. Todos avaliam que ainda é “muito cedo” para falar sobre a motivação do crime.

Cesar Sayoc é acusado de cinco crimes: transporte interestadual de um explosivo, envio ilegal de explosivos, ameaças contra ex-presidentes e outras pessoas, ameaça a comunicações interestaduais e ataque a oficiais federais atuais e anteriores. Condenado, isso representaria 58 anos de prisão.

O jornal The New York Times revelou que o suspeito, residente na Flórida, é republicano registrado e desde 1991 tem passagens pela polícia. Já foi acusado de roubo, posse de drogas e fraude, além de já ter sido ser acusado de ameaçar usar uma bomba. No local da prisão, havia adesivos relacionado a Donald Trump.

*Com informações do Estadão Conteúdo