Exército do Egito bombardeia veículos usados em ataque a mesquita

  • Por Estadão Conteúdo
  • 25/11/2017 11h24
EFE/MOHAMED HOSSAMNesta sexta, pelo menos 305 pessoas foram mortas num ataque realizado por homens armados a uma mesquita sufista na cidade de Bir al-Abd

O exército do Egito comunicou neste sábado que bombardeou os veículos usados no ataque a uma mesquita na Península do Sinai ontem. Por meio de nota, os militares disseram que mataram todos os passageiros que estavam nos carros.

Nesta sexta, pelo menos 305 pessoas foram mortas num ataque realizado por homens armados a uma mesquita sufista na cidade de Bir al-Abd. Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque até o momento.

Neste sábado, o presidente egípcio Abdel-Fattah el-Sissi disse que irá construir um mausoléu em memória das vítimas. Não foram dados detalhes sobre onde o monumento será feito.

Ataque

O número de mortos no ataque subiu para 305, informou o procurador-geral do Egito, Nabil Sadeq. Desses 305, 27 eram crianças.

De acordo com Sadeq, o ataque foi conduzido por cerca de 25 militantes que chegaram à mesquita na cidade de Bir al-Abd em cinco veículos. Eles se posicionaram em frente à porta principal da mesquita e às 12 janelas do local antes de abrir fogo contra os fiéis. Eles também incendiaram sete carros estacionados nos arredores.

Nenhuma organização assumiu a autoria do ataque, o mais letal da história moderna do Egito. A mesquita é frequentada por muçulmanos da corrente do Sufismo, considerados hereges por militantes extremistas.