Explosão de carro-bomba em escola policial deixa nove mortos e 26 feridos na capital da Colômbia

  • Por Jovem Pan
  • 17/01/2019 16h41
EFEPresidente da Colômbia cancelou reunião com conselho de segurança e retornou a Bogotá

Nove pessoas morreram e outras 26 ficaram feridas após um carro-bomba ser detonado no estacionamento de uma escola responsável pela formação de policiais, no sul de Bogotá, capital da Colômbia, na tarde desta quinta-feira (17).

A informação foi confirmada pelo Ministério da Defesa do país. Com o crime, o presidente colombiano, Iván Duque, cancelou uma reunião que teria com o conselho de segurança em Quibdó, e retornou à capital federal.

“Estou retornando imediatamente a Bogotá com a cúpula militar, diante do miserável ato terrorista cometido na Escola General Santander contra nossos policiais”, escreveu Duque em uma rede social, logo após o atentado.

Autoridades ainda não sabem como o veículo com a bomba foi deixado na sede da escola. “Todos os colombianos rejeitamos o terrorismo e estamos unidos para enfrentá-lo. A Colômbia se entristece, mas não se dobra diante da violência”, afirmou Duque.

As primeiras imagens do local mostram ferros retorcidos do veículo em uma das ruas internas da escola policial e árvores partidas pela metade por causa da força da explosão. O Ministério da Defesa está acompanhando a situação.

“Já foram acionados os protocolos de investigação para encontrar os responsáveis por este ato terrorista. Enquanto isso, os feridos estão recebendo atendimento no Hospital Policlínica da Polícia Nacional”, afirmou a pasta em comunicado.

*Com informações da EFE