Fed realiza corte extraordinário dos juros nos EUA devido a coronavírus

É a primeira vez, desde a crise financeira de 2008, que ocorre uma decisão de emergência dessa magnitude na política monetária americana

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2020 13h37
Chair Powell, do Federal Reserve

O Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) decidiu nesta terça-feira (3) realizar um corte extraordinário de 0,5 ponto percentual nas taxas de juros do país, que agora estão entre 1% e 1,25%, de modo a estimular a atividade econômica e combater os efeitos negativos da expansão do coronavírus na economia mundial.

O banco central americano tomou a decisão de surpresa após uma reunião com os outros parceiros do G7, que reúne as economias mais desenvolvidas do mundo, que reafirmaram o compromisso de utilizar todas as ferramentas apropriadas para enfrentar os riscos da epidemia.

Esta é a primeira vez que ocorre uma decisão de emergência desta magnitude sobre a política monetária nos Estados Unidos desde a crise financeira de 2008.

“Os fundamentos da atividade econômica continuam fortes. No entanto, o coronavírus representa riscos de evolução para a atividade econômica”, disse o Fed em comunicado.

A decisão foi tomada por unanimidade por todos os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed.

O anúncio também vem após o presidente dos EUA, Donald Trump, nesta segunda, ter pedido novamente ao Fed um “grande corte” nas taxas de juros para compensar a desaceleração da atividade causada pelo coronavírus.

*Com informações da EFE