Fumaça de incêndios na Amazônia pode ter chegado à Argentina, diz serviço meteorológico

Segundo o serviço meteorológico da Argentina, fumaça no norte do país pode ter relação com incêndios na Amazônia

  • Por Jovem Pan
  • 23/08/2019 18h17
EFE/Joédson AlvesFumaça no norte da Argentina pode ter relação com incêndio na Amazônia

O norte da Argentina passou a sofrer nesta sexta-feira (23) com a presença de uma espessa fumaça, e o serviço meteorológico do país (SMN) suspeita que ela tenha relação com os focos de incêndio registrados na Amazônia.

“É uma combinação. Pode ter algo do grande incêndio do norte do Brasil, mas também dos incêndios da Bolívia, Paraguai e do próprio norte da Argentina”, afirmou a porta-voz do SMN, Cindy Fernández.

A representante do órgão explicou que a presença de ventos provenientes do norte e a cortina de fumaça deverão seguir em deslocamento. Nos próximos dias, ela pode chegar à região central do país, com possibilidade de passar por Buenos Aires.

Fernández, no entanto, descartou uma maior propagação para o sul da Argentina, onde predominam ventos oeste. “O vento norte vai permanecer ao longo de todo o fim de semana e também no início da próxima semana, com períodos em que se espera que a fumaça seja mais perceptível do que outros, mas a presença da fumaça continuará existindo”, disse.

No Twitter, o presidente do país, Mauricio Macri, declarou que ofereceu ajuda no combate ao fogo nos países que fazem fronteira com a Argentina.

“Nossos órgãos de emergência estão à disposição de Brasil e Bolívia. Também falei com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, para me manter próximo da gestão da emergência. Estamos comprometidos a ajudar nossos vizinhos”, afirmou.

*Com EFE