Holanda anuncia 409 novos casos e mais 18 mortes provocadas pelo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2020 16h52
EFE/EPA/ROBIN VAN LONKHUIJSENA Holanda registra 18 mortos por coronavírus

A Holanda anunciou nesta quinta-feira (19) um boletim em que são contabilizados 409 infecções e 18 mortes pelo novo coronavírus em 24 horas, em meio a críticas contra o governo por não decretar isolamento da população para frear os contágios.

De acordo com a atualização mais recente, o número total de casos no país chega a 2.460, sendo que 594 destes pacientes são profissionais do setor de saúde. Ainda segundo os últimos dados oficiais, 76 pessoas morreram no território holandês, todas entre 63 e 95 anos.

Hoje, o primeiro-ministro, Mark Rutte, visitou um depósito de uma das maiores redes de supermercados do país, para garantir que os estoques de alimentos estão cheios, e ainda brincou, dizendo que há “papel higiênico suficiente durante dez anos”.

Apesar do aumento de casos considerados expressivos nos últimos dias, o chefe de governo não anunciou nenhuma nova medida para frear a propagação do novo coronavírus, diante de muitas cobranças dos partidos de extrema-direita, que pedem que toda a população seja colocada de quarentena.

Rutte, no entanto, negou que o governo tenha como estratégia a chamada imunidade grupal, embora admita que se trate de um efeito secundário. A ideia, segundo o primeiro-ministro, é distribuir os picos de contágio durante longo período, para evitar a superlotação de hospitais.

“A Holanda está fechada em grande medida. Olhem para os cafés e os bares fechados, como o transporte público esvaziou. Na França, as pessoas estão indo trabalhar”, respondeu o político.

Uma ONG local, no entanto, anunciou hoje que há estimativa de que na próxima semana exista entre 500 e mil pacientes com coronavírus nas unidades de terapia intensiva, especialmente na província de Noord-Brabant, a mais afetada pelo vírus.

*Com EFE