Pessoa é decapitada na França e polícia investiga possível ataque terrorista

Caso ocorreu em região próxima a Paris; área ao redor do ataque foi isolada pela polícia, que não descartou possível ataque terrorista

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2020 14h19 - Atualizado em 16/10/2020 16h29
Policie Nacionale 78 / Twitter / ReproduçãoAtaque foi registrado nos arredores de Paris

Uma pessoa foi decapitada na região de Conflans-Sainte-Honorine, a cerca de 30 quilômetros de Paris, na França, na tarde desta sexta-feira, 16, em um suposto ataque terrorista. A polícia atirou e matou o suspeito que cometeu o crime. Não há até o momento informações sobre a identidade ou o estado de saúde do agressor, mas jornais locais afirmam que ele gritava o termo “Allahu Akbar” (Alá é grande) antes de assassinar a vítima. Um perímetro de segurança foi criado para evitar que curiosos se aproximem e o esquadrão anti-bomba foi chamado para checar apetrechos que estariam sob posse do responsável pelo ataque.

Jornais locais afirmam que a vítima, um docente de identidade não revelada, daria aulas em uma escola nas proximidades do crime e teria mostrado caricaturas de Maomé como parte de uma das aulas. Essa informação não foi confirmada pela polícia até o momento. Em entrevista à agência EFE, porém, uma fonte afirmou que a polícia não descarta um possível ato terrorista. Na página oficial da polícia da região, uma publicação pede que moradores evitem o setor por causa de uma operação em curso.

Terrorismo na França

No fim do mês de setembro, um ataque terrorista nas imediações da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris, deixou duas pessoas feridas no dia em que o julgamento dos acusados do crime foi iniciado. Na ocasião, um homem paquistanês de 18 anos e outro de 33 anos originário da Argélia foram presos. As vítimas eram funcionárias de uma agência de notícias localizada no mesmo prédio em que o jornal satírico funcionava no ataque de 2015.