Homem é preso por tentar entrar em Catedral de Nova York com gasolina

  • Por Jovem Pan
  • 18/04/2019 15h51
Reprodução/Novayork.comSuspeito disse que pretendia atravessar a igreja para chegar ao seu veículo

Um homem foi detido na noite da quarta-feira na CatedraL de St. Patrick´s, em Nova York. Ele tentou entrar com dois galões de gasolina e dois isqueiros na igreja dois dias depois da Catedral de Notre-Dame, na França, ser atingida por um grande incêndio. Um guarda de segurança alertou dois policiais ao ver o homem com o combustível.

O suspeito disse aos policiais que simplesmente pretendia atravessar a Catedral para chegar ao seu veículo, que estava estacionado nos arredores do local e que tinha ficado sem combustível. Os agentes, no entanto, comprovaram que o automóvel em questão tinha gasolina.

O comissário adjunto de Inteligência e Antiterrorismo, John Miller, garantiu em entrevista coletiva que a situação era “muito suspeita”, sobretudo ao acontecer apenas dois dias depois do devastador incêndio que afetou a Catedral de Notre-Dame em Paris.

Quando foi detido, o homem levava 7,5 litros em cada galão, duas garrafas de fluído de isqueiro e dois grandes isqueiros.

Um terceiro galão foi encontrado dentro do veículo.

O homem foi levado para ser interrogado, mas não há indícios de que o fato foi uma tentativa de ato terrorista, segundo Miller.

As autoridades não divulgaram a identidade do detido, mas veículos de imprensa locais o identificaram como Marc Lamparello, um estudante de doutorado em Filosofia da cidade, que foi tratado no passado por problemas psiquiátricos.

Nesta quinta-feira, o jornal “The New York Post” informou que o indivíduo tinha comprado um bilhete de ida com destino a Roma.

Segundo o jornal, Lamparello teve problemas com a polícia na semana passada em Nova Jersey, quando se negou a deixar uma igreja na Cidade de Newark na hora do fechamento, alegando que queria rezar. Ele foi acusado de entrar ilegalmente em uma propriedade e de resistir à prisão.

Através do Twitter, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, elogiou a rápida resposta da polícia e disse que a cidade está trabalhando para proteger os espaços religiosos durante a Semana Santa.

*Com EFE