Explosão em Beirute deixa ao menos 78 mortos e mais de 4 mil feridos; veja imagens

Autoridades locais ainda não confirmam a causa do incidente, que pode ter sido causado pelo armazenamento indevido de 2.750 toneladas de nitrato de amônio

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2020 12h55 - Atualizado em 04/08/2020 22h01
Karim Sokhn/Instagram/Ksokhn + Thebikekitchenbeirut/via REUTERSExplosão deixou dezenas de feridos em Beirute

Uma explosão de larga escala foi vista e ouvida em Beirute, capital do Líbano, nesta terça-feira, 4. Vídeos registrados nas redes sociais mostraram uma longa cortina de fumaça e barulho de destruição. A explosão aconteceu na região portuária da cidade e deixou ao menos 78 mortos e mais de 4 mil feridos, segundo agências internacionais. Prédios e construções foram afetadas severamente. Em algumas das postagens, é possível ver a destruição dentro de alguns desses locais. Segundo agências internacionais, o presidente do Líbano, Michel Aoun, atribuiu a explosão a 2.750 toneladas de nitrato de amônio guardadas por seis anos em um armazém sem a devida segurança.

 

O Líbano vive a expectativa de que seja revelado, na próxima sexta-feira, o veredito de julgamento de quatro homens, ligados ao Hezbollah, acusados de terem participado do assassinato do ex-primeiro-ministro libanês Rafic Hariri, que aconteceu em 2005. A morte de Hariri acabou originando uma onda de protestos no país que culminou com a retirada das tropas sírias do território libanês.

Fragata da Marinha do Brasil está no Líbano

A Marinha do Brasil informou por meio de nota no início da tarde desta segunda que todos os militares a bordo da Fragata Independência, que está operando no mar, nas proximidades de Beirute, estão bem. “Todos os militares componentes da Força Tarefa Marítima (UNIFIL) da Marinha do Brasil estão bem e não há feridos, após explosão ocorrida hoje, em Beirute. A Fragata “Independência” encontra-se operando no mar, normalmente. O navio estava distante do local da explosão”, diz a nota.

Assista abaixo: