Importante ativista do movimento Black Lives Matter é baleada em Londres

O partido britânico Taking the Initiative, do qual Sasha Johnson era membro, alega que a vítima vinha recebendo ‘inúmeras ameaças de morte’

  • Por Jovem Pan
  • 24/05/2021 13h32 - Atualizado em 24/05/2021 13h34
Reprodução TwitterSasha Johnson foi baleada na cabeça e está em estado crítico em um hospital da cidade, onde outros ativistas fazem uma vigília

Sasha Johnson, de 27 anos, foi internada em uma unidade de terapia intensiva de um hospital de Londres e está em estado crítico após ser baleada na cabeça na madrugada deste domingo, 23. A polícia afirmou que até o momento não há evidências de que o tiroteio em Consort Road, no bairro de Peckham, tenha sido propositalmente direcionado à importante ativista do movimento Black Lives Matter no Reino Unido. No entanto, o partido britânico Taking the Initiative, do qual Sasha era membro, alega que a vítima recebia “inúmeras ameaças de morte” e defende que o incidente foi um ataque deliberado. Uma amiga da ativista, Imarn Ayton, disse à emissora de televisão BBC que Sara teria participado de uma festa naquele bairro antes de ser baleada. “Pelo que eu sei, esse incidente está mais relacionado a gangues rivais do que ao seu ativismo”, completou Ayton. Além de fazer parte da liderança do Taking the Initiative, Sasha Johnson tem se tornado uma figura importante do movimento Black Lives Matter e chegou a organizar um protesto contra o racismo em Oxford, sua cidade natal, no ano passado. Em comunicado publicado no Instagram, o partido também disse que a ativista é mãe de dois filhos e uma “voz poderosa” que sempre lutou contras as injustiças que afetam a comunidade negra.