Incêndio em hospital no Senegal mata 11 recém-nascidos

Segundo prefeito de Tivaouane, o fogo começou por um curto-circuito e ‘se espalhou muito rapidamente’; três bebês foram salvos

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2022 06h02 - Atualizado em 26/05/2022 06h17
SEYLLOU / AFP Mame Abdoul Aziz Sy Dabakh Hospital Fogo teve início no departamento neonatal do hospital Mame Abdou Aziz Sy Dabakh, em Tivaouane

Um incêndio em um hospital da cidade de Tivaouane, localizada na região oeste do Senegal, matou ao menos 11 recém-nascidos. O caso aconteceu nesta quarta-feira, 25, e foi confirmado pelo presidente do país, Macky Sall, em mensagem compartilhada nas redes sociais. Segundo ele, o fogo teve início no departamento neonatal do hospital Mame Abdou Aziz Sy Dabakh, em Tivaouane. “Acabo de tomar conhecimento, com dor e consternação, do falecimento de 11 recém-nascidos em um incêndio ocorrido no serviço de neonatologia do hospital”, escreveu o presidente senegalês em sua conta no Twitter, ao expressar seus pêsames às mães dos bebês e suas famílias. O incêndio começou por um curto-circuito. “O fogo se espalhou muito rapidamente”, afirmou o prefeito da cidade, Demba Diop. “Três bebês se salvaram”, acrescentou. De acordo com a imprensa local, o hospital foi inaugurado recentemente. Em abril, um incidente similar aconteceu em Linguere, quando um incêndio provocou a morte de quatro bebês em um hospital.

*Com informações da EFE e AFP