Indonésia termina buscas por vítimas de acidente aéreo da Lion Air

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2018 12h31
Agência EFEConclusão das buscas por vítimas de acidente aéreo ocorre duas semanas após a tragédia envolvendo o avião da Lion Air

A Indonésia concluiu neste sábado (10) as buscas pelas vítimas do acidente com o avião da compnhia Lion Air. A tragédia ocorreu há duas semanas, depois que a aeronave caiu no Mar de Java com 189 pessoas a bordo.

O fim dos trabalhos foi anunciado por meio de um comunicado assinado pelo diretor-geral da agência de Busca e Resgate, Muhammad Syaugi. No texto, ele informa que as buscas pelas segunda caixa-preta, porém, vão continuar.

A operação de resgate teve início no dia 29 de outubro e não encontrou nenhum sobrevivente. Foram retiradas do mar quase 200 bolsas com restos mortais das vítimas — 77 já foram identificadas.

O avião que fazia o voo JT610 cai no mar 13 minutos depois de decolar de Jacarta com destino a uma ilha vizinha. Um pouco antes do acidente, o piloto tinha perdido o contato com a torre de controle.

A Lion Air admitiu problemas técnicos no penúltimo voo, mas garantiu que eles tinham sido resolvidos. O Ministério de Transporte, por sua vez, assegurou que o avião que caiu passou por todas as inspeções e tinha os certificados correspondentes.

Caixa-preta

A primeira caixa-preta foi encontrada no dia 1° de novembro, a 30 metros de profundidde das águas do cabo Karawang, perto de Jacarta, onde caiu a aeronave.

A Comissão Nacional de Segurança dos Transportes (KNKT) deve levar cerca de seis meses para analisar os dados. Mas um relatório preliminar deve ser divulgado em um mês.

Auditoria especial

O governo da Indonésia iniciou uma “auditoria especial” da Lion Air, companhia aérea nacional de baixo custo, depois do acidente. O diretório geral de Transporte Aéreo já começou a revisão dos procedimentos operacionais e as qualificações da tripulação da companhia aérea como parte da auditoria, disse nesta segunda-feira o ministro dos Transportes da Indonésia, Budi Karya Sumadi.

“Não são mais que ações preventivas que servirão como uma valiosa lição para melhorar”, disse Budi durante uma reunião em Jacarta de representantes institucionais com familiares das vítimas da tragédia.

*Com informações da Agência EFE