Inundações em Mianmar deixam 12 mortos e 148 mil desabrigados

  • Por EFE
  • 01/08/2018 10h48 - Atualizado em 01/08/2018 10h48
Reprodução/Twitter/Rosemarie North/Cruz VermelhaVoluntários da Cruz Vermelha ajudam vítimas de enchentes em Mianmar (Birmânia), na Ásia

Pelo menos 12 pessoas morreram e cerca de 148 mil foram deslocadas para abrigos por conta das inundações que afetam grande parte de Mianmar, segundo dados governamentais divulgados nesta quarta-feira por representantes da ONU.

A região mais afetada pelas chuvas que castigam o país desde meados de julho é Pegu (centro), onde 94 mil pessoas se alojam em 157 centros de deslocados.

Outras províncias afetadas são o estado de Kachin (norte), onde há mais de 25 mil desabrigados; o estado de Mon (sul), com 15.884 deles em centros de amparo, e a região de Tanintharyi (sul), com 5.895 pessoas.

As autoridades tentam localizar um dos três soldados que foram arrastados por uma enchente em Mon, após recuperar os corpos de dois dos militares, diz o jornal “Mianmar Times”.

No fim de semana passado, o coordenador humanitário da ONU em Mianmar, Knut Ostby, expressou o alarme das Nações Unidas “pela destruição de propriedades, infraestrutura e colheitas” causada pelas inundações e ofereceu ao Governo birmanês assistência para ajudar as vítimas.

O Departamento de Meteorologia da Mianmar prevê a continuação das precipitações no país até 6 de agosto devido à presença de uma depressão na região.