Irã anuncia que mortes pelo coronavírus no país chegam a 77

De acordo com as órgãos de saúde do país, apenas nas últimas 24 horas foram confirmadas 835 novas infecções. Entre os casos confirmados, há diversas autoridades

  • Por Jovem Pan
  • 03/03/2020 13h57
EFE/EPA/HEALTH MINISTRY HANDOUT HANDOUTIrã: casos confirmados de coronavírus passa de 4 mil

As autoridades do Irã receberam ajuda médica internacional para impedir o avanço do coronavírus que, segundo dados divulgados nesta terça-feira (3), já causou 77 mortes dos 2.336 infectados no país e afetou o chefe do Serviço de Emergência.

O vice-ministro da Saúde, Alireza Raisi, informou que nas últimas 24 horas foram confirmadas 835 novas infecções, o maior aumento até o momento, das quais 11 morreram.

Um dos novos infectados é o chefe do Serviço de Emergência, Pir Hosein Kolivand, que está “bem e sob tratamento”, segundo a organização.

Entre as autoridades há vários casos de contágio, desde a vice-presidente de Assuntos da Mulher, Masumeh Ebtekar, até outro dos vice-ministros da Saúde, Iraj Harirchi, e vários membros do Parlamento.

Para ajudar a controlar a epidemia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) enviou uma missão especializada e oito toneladas de medicamentos ao Irã em um avião militar.

A ajuda, que chegou nesta segunda, inclui 100 mil kits de diagnóstico para o vírus e 15 mil roupas de proteção para os profissionais de saúde que cuidam dos infectados, segundo a OMS.

Também é esperada a chegada de um pacote de ajuda da França, Reino Unido e Alemanha, que decidiram enviar equipamentos de diagnóstico e roupas de proteção, entre outros. Esses três países europeus também se comprometeram a fornecer ao Irã cerca de cinco milhões de euros através da OMS e de outras agências internacionais.

*Com informações da EFE