Itália tem 194 novas mortes pela Covid-19; país estuda retomada econômica

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2020 15h12
EFE/EPA/ANDREA FASANI O país também está analisando como os bares e restaurantes podem ter atividades reiniciadas sem que se tornem pontos de foco de infecção

A Itália registrou 194 novas mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e pouco mais de 1 mil novos casos de infecção pelo novo vírus. Os números, divulgados pela Defesa Civil neste sábado (9), demonstram a tendência de queda na curva do contágio do coronavírus.

Até o momento, o país já registrou 30.395 falecimentos pela Covid-19 e 218 mil casos confirmados da doença, de acordo com o órgão sanitário. A região mais afetada ainda é a Lombardia, no norte do país, com mais de 81 mil infecções desde 21 de fevereiro, e a região com menor número de casos é o sul de Molise, com 347.

Retomada econômica

Com a queda nos contágios pelo coronavírus, várias regiões da Itália pediram ao governo para poderem gerir autonomamente a sua reabertura gradual da economia.

“Não estamos pedindo para agir por conta própria, mas que o governo nos dê diretrizes e permita que as regiões as implementem de acordo com as necessidades socioeconômicas de seus respectivos territórios”, declarou Giovanni Toti, presidente da Ligúria.

O presidente do Veneto, Luca Zaia, da extrema direita, também tem criticado o governo por não dar indicações claras sobre a retomada das empresas em regiões onde a pandemia é monitorada mais de perto. “Os cabeleireiros, os restaurantes… Não podem saber na noite de 17 de maio se poderão reabrir no dia seguinte, não funciona dessa maneira”, criticou.

O país também está analisando como os bares e restaurantes podem ter atividades reiniciadas sem que se tornem pontos de foco de infecção. Uma das opções consideradas é deixar uma distância de pelo menos 2 metros entre as mesas, uma hipótese que Zaia rejeitou porque isso significaria o colapso do setor de catering.

*Com informações da EFE