Japão e Estados Unidos fretam aviões para retirar cidadãos de Wuhan

  • Por Jovem Pan
  • 26/01/2020 09h43
EFE/EPA/WILL OLIVERPaíses viabilizam a retirada dos cidadãos de Wuhan, na China

Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, afirmou neste domingo que o país fretará um voo para que os cidadãos japoneses possam deixar Wuhan, cidade epicentro do coronavírus na China. “Decidi que todos aqueles que querem voltar para casa, voltarão”, disse.

Abe disse que os preparativos para a retirada dos japoneses da cidade já estão ocorrendo, mas não informou a data da viagem.

O governo dos Estados Unidos anunciou que fará o mesmo, em um voo que deve deixar Wuhan na próxima terça rumo a São Francisco. Em um e-mail enviado aos cerca de 1.000 cidadãos norte-americanos que vivem em Wuhan, o Departamento de Estado informou que todos que estiverem com o passaporte válido podem entrar em contato com a Embaixada, em Pequim, para tentar um lugar no avião.

“Essa capacidade é extremamente limitada e, se houver capacidade insuficiente para transportar todos os que manifestam interesse, será dada prioridade a indivíduos com maior risco de coronavírus”, diz o comunicado. Diplomatas também terão prioridade.

Depois do primeiro caso na França, o governo do país europeu também estuda o fretamento de um avião para retirar os cidadãos da região.

Autoridades japonesas confirmaram um quarto caso com o coronavírus no país, um homem de 40 anos que chegou ao país em 22 de janeiro. Seu estado de saúde é estável.

* Com informações do Estadão Conteúdo.