Japão poderá convocar eleição para câmara baixa do Parlamento

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/09/2017 11h39

Em coletiva de imprensa em Tóquio

Segundo a mídia japonesa, a eleição provavelmente ocorrerá em 22 de outubro

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, sugeriu nesta segunda-feira que poderá convocar uma eleição para a câmara baixa do Parlamento, aproveitando que a oposição atravessa um momento tumultuado para buscar um voto de confiança para sua aliança com o presidente dos EUA, Donald Trump, no que diz respeito à Coreia do Norte.

Segundo a mídia japonesa, a eleição provavelmente ocorrerá em 22 de outubro.

A coalizão governista liderada pelo Partido Liberal Democrata de Abe seria franca favorita, graças em parte ao apoio público a sua postura de pressionar o regime de Kim Jong-un, após os recentes testes nucleares e de mísseis realizados pela Coreia do Norte.

Pesquisas divulgadas na última semana mostraram que a aprovação do gabinete de Abe chegou a subir a até 50%, depois de despencar a 30% em meados do ano.

“As provocações da Coreia do Norte causam preocupação, e as pessoas sentem que querem uma liderança forte”, comentou Koji Murata, professor de política de Universidade de Doshisha.

Falando a repórteres no Aeroporto Internacional de Tóquio, Abe disse hoje que tomará uma decisão sobre a possível eleição quando retornar ao Japão, depois de participar esta semana da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em Nova York.