Japão prolonga estado de emergência para a Covid-19 até 20 de junho

A expectativa é que as restrições sejam retiradas quando faltar pouco mais de um mês para a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2021 17h43
EFE/EPA/KIMIMASA MAYAMAA pressão pelo cancelamento das Olimpíadas, que já foram adiadas em um ano por causa da Covid-19, aumenta cada vez mais no Japão

O governo do Japão considerou que o número de infecções pelo novo coronavírus e a pressão sobre o sistema de saúde continuam sendo excessivos e, por isso, decidiu estender o estado de emergência sanitária que está em vigor na capital Tóquio e outras oito regiões do país. Dessa forma, as restrições serão mantidas até 20 de junho, quando faltará pouco mais de um mês para a abertura dos Jogos Olímpicos. As medidas envolvem a restrição do horário de abertura de bares e restaurantes, a proibição de servir bebidas alcoólicas e a fixação de um limite à presença do público em instalações esportivas e outros eventos de massas, mas não o confinamento obrigatório da população. A emergência sanitária atual foi a terceira a ser declarada pelo governo japonês desde o início da pandemia do novo coronavírus. Quando entrou em vigor no dia 25 de abril, ela inicialmente iria até 11 de maio em Tóquio, Osaka, Kyoto e Hyogo. Posteriormente, o governo decidiu prolongar a emergência até 31 de maio e estender a medida a mais regiões, que atualmente incluem também Hokkaido, Aichi, Okayama, Hiroshima e Fukuoka. As restrições, que dessa forma abrangem as principais regiões do país em termos de população e atividade econômica, também foram aplicadas paralelamente em Okinawa até 20 de junho.

*Com informações da EFE