Temporal no Japão deixa ao menos 15 mortos e 9 desaparecidos

Autoridades solicitaram a retirada de cerca de 200.000 habitantes das cidades de Kumamoto e Kagoshima, afetadas pelas chuvas

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2020 12h24 - Atualizado em 04/07/2020 12h25
Kimimasa Mayama/EFEO primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, realizou uma reunião de emergência para discutir o impacto das chuvas torrenciais

Fortes chuvas no sudoesto de Japão já deixaram, ao menos, 15 mortos e nove desaparecidos nas últimas horas, segundo informações das autoridades locais divulgadas neste sábado (4). De acordo com o governador da província de Kumamoto, Ikuo Kabashima, citado pela emissora “NHK”, 14 das 15 vítimas morreram em um asilo que foi inundado quando o rio Kuma transbordou.

As chuvas, que chegaram a uma taxa de 100 milímetros por hora, afetaram as cidades de Kumamoto e Kagoshima, onde as autoridades solicitaram a retirada de cerca de 200.000 habitantes. A Agência Meteorológica do Japão divulgou o nível máximo de alerta de emergência para ambas as localidades para os riscos de transbordamento de rios e riachos e de deslizamento de terra.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, realizou uma reunião de emergência para discutir o impacto das chuvas torrenciais, que provavelmente continuarão durante todo o fim de semana.

*Com informações da EFE