Jornalista morre na Nicarágua enquanto transmitia protesto

  • Por EFE
  • 22/04/2018 08h56
Jorge Torres/ EFEManifestantes protestam por reforma na Previdência do país

Um jornalista nicaraguense morreu neste sábado (21) com um tiro no litoral do Caribe do país enquanto transmitia ao vivo os protestos contra o Governo de Daniel Ortega, confirmou o jornal “El Meridiano”, para o qual a vítima trabalhava.

Trata-se do jornalista Angel Ganoa, da cidade de Bluefields, Região Autônoma Caribe Sul (RACS), que levou um tiro que o matou no ato, de acordo com a informação do jornal.

O fato aconteceu quando Ganoa realizava uma transmissão no Facebook Live para “El Meridiano” na noite deste sábado.

No vídeo pode-se ver Ganoa narrando enquanto caminha por trás de um grupo de agentes antidistúrbios, quando repentinamente se escuta um disparo, a voz do jornalista se apaga, a imagem torna-se difusa, e ouvem-se gritos.

A violência na Nicarágua, que tirou a vida de dez pessoas, segundo o Governo, e de 25, de acordo com os manifestantes, começou na quarta-feira passada por causa de uma reforma na Previdência que eleva as cotas, reduz as pensões, e estabelece a cotação perpétua.