Lua cheia pode ter contribuído com ondas gigantes na Indonésia

  • Por Jovem Pan
  • 23/12/2018 09h15
Wesley Santos/Estadão ConteúdoSatélite terrestre tem poder de atração gravitacional do mar

A lua cheia pode ter contribuído com o tsunami que atingiu a Indonésia no sábado (22). O desastre natural já deixou pelo menos 222 pessoas mortas e cerca de 800 feridos, além de 30 desaparecidos, segundo o governo local. A região também tem um vulcão em atividade.

Logo após ondas gigantes atingirem a orla, um porta-voz da Agência de Gestão de Desastres, Sutopo Purwo Nugroho, disse que o ciclo lunar seria uma espécie de agravante para o caso. Para ele, a maré alta se somou a um desprendimento de terra causado pela erupção.

Na “lua cheia”, o satélite da Terra se alinha com o planeta e com o Sol. Assim como a Lua é “atraída” pela Terra, o inverso também acontece. De forma mais sutil, dadas as proporções de tamanho, Lua atrai para cima as águas do oceano, causando as marés altas.

Nas praias de Santos, no litoral do estado de São Paulo, por exemplo, a lua cheia chega a aumentar o nível do mar em até 1 metro. O governo da Indonésia ainda não estimou a altura das ondas que atingiram o Estreito de Sunda por volta das 21h30 (12h30 em Brasília).

Placas tectônicas

A Indonésia é um país que observa esses desastres naturais com certa frequência, já que fica em área de colisão de placas tectônicas. Em setembro deste ano, 2 mil pessoas morreram em um terremoto na ilha de Sulawesi.